19
Apr
Off

Benito Di Paula – Sem Tempo Pra Sonhar

Lá se foi meu tempo de sonhar
O bombom do menino foi ao chão
Quem passa, quem olha, pára e entra
Olha o jogo, é gol, é juventude

Outra virá, gente que pára, corre e anda
É sertão, é cidade evoluída
Melodia, viola, a Terra gira
Já vem raiando um novo dia, uma noite se foi
Carro que pára, passa e buzina
A menina sorri, a velha olha
Alegria, anedota de salão
Pra onde eles vão, quem vem lá
Quem passa, quem olha, pára e entra

Sol, garoa, chuva e neblina
Pra casa, ou, se não, pra trabalhar
Multidão, carnaval, sinal fechado,

Um amor, um letreiro, fantasia
Um sorriso, um salário, prestação
Lá se foi meu tempo de sonhar

Caridade, carinho, salvação
Bangalô, poesia, barracão
Quem passa, quem olha, pára e entra
Eu olho pra tudo, e até penso
Lá se foi meu tempo de sonhar
Uma porta, uma flor, samba e Maria